São Paulo de Fato

Sorteio define Bolsonaro como primeiro entrevistado ao vivo do Jornal Nacional

A participação dele ocorreria em 22 de agosto, uma segunda-feira.

Imagem de capa
William Bonner e Renata Vasconcellos entrevistam Jair Bolsonaro, em 2018
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi sorteado  segunda-feira (1) pela produção do Jornal Nacional, da TV Globo, para ser o primeiro entrevistado ao vivo na série com os candidatos ao Palácio do Planalto.

 

 

A participação dele ocorreria em 22 de agosto, uma segunda-feira. Na sequência viriam André Janones (Avante), no dia 23, Ciro Gomes (PDT), no dia 24, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no dia 25, e Simone Tebet (MDB), no dia 26.

As entrevistas terão duração de 40 minutos e serão conduzidas pela dupla de apresentadores do jornal, William Bonner e Renata Vasconcellos.

Com histórico de atritos com a TV Globo durante seu mandato, especialmente por causa da cobertura da Covid-19, Bolsonaro ainda avalia se irá participar do programa. A emissora pediu resposta até a quinta-feira, 4 de agosto.

Caso ele recuse o convite, poderá haver um rearranjo nas datas. Isso também poderá ocorrer caso se confirme a desistência de Janones, hoje tida como provável.

Fonte

Divulgação
  • COMPARTILHE

Sorteio define Bolsonaro como primeiro entrevistado ao vivo do Jornal Nacional

02/08/2022 09:16


O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi sorteado  segunda-feira (1) pela produção do Jornal Nacional, da TV Globo, para ser o primeiro entrevistado ao vivo na série com os candidatos ao Palácio do Planalto.

 

 

A participação dele ocorreria em 22 de agosto, uma segunda-feira. Na sequência viriam André Janones (Avante), no dia 23, Ciro Gomes (PDT), no dia 24, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no dia 25, e Simone Tebet (MDB), no dia 26.

As entrevistas terão duração de 40 minutos e serão conduzidas pela dupla de apresentadores do jornal, William Bonner e Renata Vasconcellos.

Com histórico de atritos com a TV Globo durante seu mandato, especialmente por causa da cobertura da Covid-19, Bolsonaro ainda avalia se irá participar do programa. A emissora pediu resposta até a quinta-feira, 4 de agosto.

Caso ele recuse o convite, poderá haver um rearranjo nas datas. Isso também poderá ocorrer caso se confirme a desistência de Janones, hoje tida como provável.

Fonte: Divulgação