São Paulo de Fato

Secretaria Municipal de Cultura anuncia edital de apoio às comunidades de samba

Iniciativa incentiva coletivos, núcleos e artistas atuantes em São Paulo e reconhece a importância do samba para a cultura paulistana

Imagem de capa
Aline Torres, nova secretária municipal de Cultura de SP
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, divulga a primeira edição do Fomento às Comunidades de Samba da Cidade de São Paulo nesta sexta-feira (21). Alinhado ao objetivo de aprimorar as políticas públicas de fomento, o edital reconhece a contribuição e importância do samba para a formação artístico-cultural da cultura paulistana e das atividades e projetos da cidade. Assim, apoia comunidades de samba por meio de coletivos, núcleos e artistas atuantes na cultura do samba em São Paulo. As inscrições para o fomento devem ser submetidas até às 18h de 20 de novembro.

A iniciativa apoia comunidades do samba por meio de entidades sem fins lucrativos personificadas em associações, tais como ONGs, OSCIPs e cooperativas de direito privado que apoiem o desenvolvimento da cultura do samba e da comunidade local. Podem participar, também, coletivos e grupos culturais. Todos os participantes devem ter, contudo, uma atuação, contínua e comprovada, de dois anos alinhada ao objetivo do edital.

Para além disso, o Fomento às Comunidades de Samba apoia a realização de feiras e exposições que divulguem e exaltem o trabalho e projetos de comunidades sambistas de São Paulo e incentiva, por meio de cursos, oficinas e seminários, músicos a aprimorarem o trabalho cultural e o empreendedorismo. Considera, também, as áreas com escassez de equipamentos culturais públicos. Desta forma, para ampliar o fluxo de atividades, realiza uma parceria com os grupos que já trabalharam nestes territórios e disseminaram o samba.

São selecionados, no mínimo, 30 projetos para esta edição, cada um com um apoio de até R$ 100.000,00. Destes, 15 projetos devem ser propostos por organizações pessoas jurídicas, isto é, organizações sem fins lucrativos; a outra metade das propostas deve vir de comunidades de samba compostas apenas por pessoas físicas, em número entre 5 e 15 pessoas.

Para conferir a Minuta de Fomento às Comunidades de Samba, clique aqui. Para acessar o link de inscrição para o edital, clique aqui.

  • COMPARTILHE

Secretaria Municipal de Cultura anuncia edital de apoio às comunidades de samba

31/10/2022 14:16


A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, divulga a primeira edição do Fomento às Comunidades de Samba da Cidade de São Paulo nesta sexta-feira (21). Alinhado ao objetivo de aprimorar as políticas públicas de fomento, o edital reconhece a contribuição e importância do samba para a formação artístico-cultural da cultura paulistana e das atividades e projetos da cidade. Assim, apoia comunidades de samba por meio de coletivos, núcleos e artistas atuantes na cultura do samba em São Paulo. As inscrições para o fomento devem ser submetidas até às 18h de 20 de novembro.

A iniciativa apoia comunidades do samba por meio de entidades sem fins lucrativos personificadas em associações, tais como ONGs, OSCIPs e cooperativas de direito privado que apoiem o desenvolvimento da cultura do samba e da comunidade local. Podem participar, também, coletivos e grupos culturais. Todos os participantes devem ter, contudo, uma atuação, contínua e comprovada, de dois anos alinhada ao objetivo do edital.

Para além disso, o Fomento às Comunidades de Samba apoia a realização de feiras e exposições que divulguem e exaltem o trabalho e projetos de comunidades sambistas de São Paulo e incentiva, por meio de cursos, oficinas e seminários, músicos a aprimorarem o trabalho cultural e o empreendedorismo. Considera, também, as áreas com escassez de equipamentos culturais públicos. Desta forma, para ampliar o fluxo de atividades, realiza uma parceria com os grupos que já trabalharam nestes territórios e disseminaram o samba.

São selecionados, no mínimo, 30 projetos para esta edição, cada um com um apoio de até R$ 100.000,00. Destes, 15 projetos devem ser propostos por organizações pessoas jurídicas, isto é, organizações sem fins lucrativos; a outra metade das propostas deve vir de comunidades de samba compostas apenas por pessoas físicas, em número entre 5 e 15 pessoas.

Para conferir a Minuta de Fomento às Comunidades de Samba, clique aqui. Para acessar o link de inscrição para o edital, clique aqui.