São Paulo de Fato

Folha da hortelã-pimenta ajuda na TPM?

 Médico Dr. Tasso Carvalho explica

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando


A síndrome pré-menstrual (SPM) e o transtorno disfórico-pré-menstrual (TDPM) são dois distúrbios relacionados a sintomas que ocorrem uma a duas semanas antes da menstruação. De acordo com o médico Tasso Carvalho, esses sintomas estão presentes na vida da maioria das mulheres em idade fértil e causa diversos problemas de ordem física, mental e comportamental, afetando dessa forma, negativamente a qualidade de vida. Algumas substâncias podem ajudar a diminuir esses sintomas, como é o caso da folha de hortelã-pimenta.

Os sintomas pré-menstruais podem ser físicos, emocionais e comportamentais. Embora ambos os transtornos interfiram no dia a dia da mulher, a TDPM é mais severa e, às vezes, incapacitante. Saiba mais sobre essas duas condições e como são tratadas.

“Diversas substâncias presentes na folha da hortelã-pimenta (mentha piperina) possuem, dentre outras propriedades, ação anti-inflamatória e antioxidante. Mentol, mentona, cineol, mentofurano, e cineo limonina são os principais ativos contidos na mentha piperina, relacionados com analgesia e anti inflamação.”

Ainda conforme o médico, o mentol, através de mecanismos de ativação do sistema opióide endógeno e do controle da liberação de cálcio celular, tem importante ação no controle da cefaléia relacionada com a síndrome pré-menstrual.

“Recente estudo, publicado em 2019, randomizado, duplo-cego, e placebo controlado, analisou o efeito do óleo da hortelã-pimenta e comprovou a sua segurança e eficácia na redução da severidade dos sintomas da síndrome pré-menstrual'', disse.

Ainda segundo o profissional de saúde, os níveis dos hormônios reprodutivos femininos oscilam durante o ciclo menstrual de toda mulher. Essas variações hormonais podem afetar os níveis de substâncias químicas do cérebro (neurotransmissores) que têm um papel importante na regulação do humor, com destaque para a serotonina.

“Mulheres que sofrem de síndrome pré-menstrual ou transtorno disfórico pré-menstrual são mais sensíveis aos efeitos desses hormônios e podem ter seus sintomas diminuídos. É muito importante consultar o médico”, finalizou. 
 
Sobre Dr. Tasso Carvalho

Tasso Carvalho é Mestre em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós-graduação Strictus Sensus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e é médico pela pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP). Tasso também é nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran e AMB). Foi Coordenador do Curso de Medicina na Universidade Estadual Sudoeste da Bahia (UESB) durante dois anos. O médico criou a Integrative Academy, uma plataforma onde já ministrou 13 cursos que abordam o reequilíbrio fisiológico através das terapias de homeostase hormonal, da base da fisiologia à terapêutica.
Registros: CRM 18983 e RQE 12749
  • COMPARTILHE

Folha da hortelã-pimenta ajuda na TPM?

26/07/2022 10:03




A síndrome pré-menstrual (SPM) e o transtorno disfórico-pré-menstrual (TDPM) são dois distúrbios relacionados a sintomas que ocorrem uma a duas semanas antes da menstruação. De acordo com o médico Tasso Carvalho, esses sintomas estão presentes na vida da maioria das mulheres em idade fértil e causa diversos problemas de ordem física, mental e comportamental, afetando dessa forma, negativamente a qualidade de vida. Algumas substâncias podem ajudar a diminuir esses sintomas, como é o caso da folha de hortelã-pimenta.

Os sintomas pré-menstruais podem ser físicos, emocionais e comportamentais. Embora ambos os transtornos interfiram no dia a dia da mulher, a TDPM é mais severa e, às vezes, incapacitante. Saiba mais sobre essas duas condições e como são tratadas.

“Diversas substâncias presentes na folha da hortelã-pimenta (mentha piperina) possuem, dentre outras propriedades, ação anti-inflamatória e antioxidante. Mentol, mentona, cineol, mentofurano, e cineo limonina são os principais ativos contidos na mentha piperina, relacionados com analgesia e anti inflamação.”

Ainda conforme o médico, o mentol, através de mecanismos de ativação do sistema opióide endógeno e do controle da liberação de cálcio celular, tem importante ação no controle da cefaléia relacionada com a síndrome pré-menstrual.

“Recente estudo, publicado em 2019, randomizado, duplo-cego, e placebo controlado, analisou o efeito do óleo da hortelã-pimenta e comprovou a sua segurança e eficácia na redução da severidade dos sintomas da síndrome pré-menstrual'', disse.

Ainda segundo o profissional de saúde, os níveis dos hormônios reprodutivos femininos oscilam durante o ciclo menstrual de toda mulher. Essas variações hormonais podem afetar os níveis de substâncias químicas do cérebro (neurotransmissores) que têm um papel importante na regulação do humor, com destaque para a serotonina.

“Mulheres que sofrem de síndrome pré-menstrual ou transtorno disfórico pré-menstrual são mais sensíveis aos efeitos desses hormônios e podem ter seus sintomas diminuídos. É muito importante consultar o médico”, finalizou. 
 
Sobre Dr. Tasso Carvalho

Tasso Carvalho é Mestre em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós-graduação Strictus Sensus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e é médico pela pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP). Tasso também é nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran e AMB). Foi Coordenador do Curso de Medicina na Universidade Estadual Sudoeste da Bahia (UESB) durante dois anos. O médico criou a Integrative Academy, uma plataforma onde já ministrou 13 cursos que abordam o reequilíbrio fisiológico através das terapias de homeostase hormonal, da base da fisiologia à terapêutica.
Registros: CRM 18983 e RQE 12749