São Paulo de Fato

No primeiro jogo com intervenção do VAR, Palmeiras e Bahia empatam pela Copa do Brasil

Tecnologia foi utilizada em lance de pênalti desperdiçada pelo Verdão, entrando para história do futebol brasileiro

Tecnologia foi utilizada em lance de pênalti desperdiçada pelo Verdão, entrando para história do futebol brasileiro (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação)

Numa noite em que Bahia e Palmeiras se enfrentaram pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, nesta quinta (2), em Salvador. o VAR foi quem roubou a cena, já que o jogo permaneceu em 0 a 0. Após marcação de pênalti aos 24 minutos do segundo tempo, a arbitragem de vídeo foi acionada para reavaliar a expulsão de Gregore em falta dentro da área em cima de Artur. O Na revisão, o cartão vermelho por apenas amarelo e o Verdão desperdiçou a cobrança.

Apesar de ainda não ter Felipão no banco, o novo comandante do Palestra interviu na escalação da equipe que entrou em campo contra o Tricolor Baiano. Ainda sem Guerra e Borja, se recuperando no departamento médico, a equipe começou o jogo com Felipe Melo e Bruno Henrique de volantes, Moisés, Willian e Dudu no meio fazendo a ligação com Deyverson no ataque.

A primeira chegada foi alviverde. Logo no primeiro minuto de jogo, Willian recebe na direita e avança para o meio tocando para Moisés. Este tenta a infiltração para Deyverson na área, mas o passe desvia na zaga com a sobra ficando com Dudu, que corre para chegar a tempo, contudo para no goleiro Anderson que sai bem para a defesa.

O Verdão atacava mais e na base do cruzamento quase abriu o placar aos 14. Na entrada esquerda da área, Dudu levanta na área e Deyverson, livre de marcação, tem espaço para armar uma bicicleta e o arremate sai à direita da meta baiana, por pouco não sendo um golaço.

Quatro minutos depois, veio a resposta tricolor por meio da bola parada. Zé Rafael cobra próximo da grande área chutando colocado, com a redonda quase entrando no ângulo direito de Weverton – uma bola que tinha endereço.

O jogo era bastante faltoso e as duas equipes não conseguiam criar boas oportunidades. O Palmeiras era quem tinha as melhores oportunidades, mas desperdiçava, como uma aos 25 minutos. Bola invertida da esquerda para direita chegando à Marcos Rocha que cruza para Deyverson , cara a cara com o goleiro, mas o zagueiro Tiago se antecipa para fazer o corte.

Aos 28, a melhor chance do Bahia no primeiro tempo. Moisés perde a bola no ataque e permite contra-ataque em velocidade para a equipe baiana. Gilberto recebe livre na entrada da área, mas no chute isola para fora.

No segundo tempo, o Tricolor quase abriu o marcador com um minuto de bola rolando. Cruzamento da esquerda de Edigar Junio, na medida para Gilberto que faz o cabeceio, porém ela passa perigosamente à esquerda do gol alviverde.

Aos 9, quase o Bahia marca novamente, mas contra a própria meta. Cobrança de falta na esquerda com Bruno Henrique e a bola até o segundo pau, onde Gregore se estica para jogar à linha de fundo, mas acaba desviando de cabeça na direção do gol, no qual Anderson consegue espalmar para fora.

O Bahia também pressionava. Aos 16, Elton avança pela intermediária se livrando da marcação e chuta de fora da área, com Weverton se esticando para tirar do canto direito. Na sobra, Gilberto recupera ainda na área e chuta em cima da zaga que desvia.

Com 24 minutos no relógio, foi a vez do árbitro de vídeo entrar em ação na partida. Ataque palmeirense pela esquerda com a bola invertida para Artur, que entra na área e antes de chutar é derrubado por Gregore, onde o juiz Anderson Daronco, imediatamente, marca a penalidade e expulsa o atleta do Bahia. Antes da cobrança a arbitragem decide reaver o lance através do VAR e, após alguns minutos, o cartão vermelho é retirado com o volante recebendo apenas amarelo.

Na cobrança, Bruno Henrique foi para a batida, contudo o chute forte explode no travessão, e o volante artilheiro, dessa vez, não balança as redes, para delírio da torcida baiana.

O jogo ainda teve outro lance polêmico, envolvendo Deyverson e Mena. Aos 45, o atacante palmeirense disputa bola alta com o lateral baiano e ao subir, dá uma cotovelada no defensor do Tricolor, que acaba com o rosto sangrando após o choque. Sem consultar o VAR, o árbitro expulsa o camisa 16 alviverde, debaixo de muita reclamação dos paulistas.

Com o empate sem gols, Palmeiras e Bahia decidem na próximo dia 16, no Allianz Parque, quem passa para a semi-final da competição. Mais um placar igual leva a disputa para as penalidades já que o critério de gol fora de casa não conta mais e uma vitória já garante a classificação para quem vencer.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 X 0 PALMEIRAS (Jogo de ida das Quartas de final da Copa do Brasil 2018)

DATA: 02/08/2018.

HORÁRIO: 19h15 (Brasília).

LOCAL: Fonte Nova, Salvador – BA.

PÚBLICO: 27.296.

ARBITRAGEM: Árbitro - Anderson Daronco; Assistentes - Guilherme Dias Camilo e Kleber Lucio Gil. VAR - Leandro Vuaden; Assistente - Ivan Bom; Apoio - Rodolfo Toschi.

GOLS: nenhum.

CARTÕES AMARELOS: Diogo Barbosa (PAL); Zé Rafael (BAH); Felipe Melo (PAL); Bruno (BAH);  Tiago (BAH); Gregore (BAH).

CARTÕES VERMELHOS: Deyverson (PAL).

BAHIA: Anderson; Bruno, Tiago, Lucas Fonseca e Mena; Gregore, Elton, Vinicius, Edigar Junio (Marco Antônio) e Zé Rafael (Élber); Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés (Gustavo Scarpa); Willian (Artur), Dudu (Thiago Silva) e Deyverson. Técnico: Paulo Turra.

 

AVALIAÇÕES: Leonardo Zamperlin (Ruim/Regular/Bom – Melhor e Pior da Partida)

BAHIA

Anderson (Bom); Bruno (Bom), Tiago (Regular), Lucas Fonseca (Bom) e Mena (Regular); Gregore (Ruim), Elton (Regular), Vinicius (Regular), Edigar Junio (Regular) e Zé Rafael (Bom – Melhor da partida); Gilberto (Ruim – Pior da partida).

Substituições: Marco Antônio (Regular); Élber (Bom).

Técnico: Enderson Moreira (Regular).

PALMEIRAS

Weverton (Regular); Marcos Rocha (Regular), Antônio Carlos (Regular), Edu Dracena (Ruim) e Diogo Barbosa (Regular); Felipe Melo (Ruim), Bruno Henrique (Regular) e Moisés (Regular); Willian (Ruim), Dudu (Regular) e Deyverson (Ruim).

Substituições: Artur (Bom); Gustavo Scarpa (Regular); Thiago Silva (Regular).

Técnico: Paulo Turra (Ruim).

 

BAIXE O APP SÃO PAULO DE FATO

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

INSCREVA-SE NOSSO CANAL NO YOUTUBE

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Veja também

Felipão é demitido do Palmeiras
03Out

Felipão é demitido do Palmeiras

Reunião na Academia define a saída do treinador

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec
03Out

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec

O Palmeiras é o dono da melhor campanha no geral..

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo
03Out

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo

Grupo F da Copa Libertadores

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio
03Out

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio

A maior novidade ficou na parte do ataque teste