São Paulo de Fato

Aguirre encara clássico contra o Santos como “final” para manter invencibilidade

Técnico cita importância de vencer “Sansão” e continuar com bom retrospecto jogando em casa e no Brasileiro

 Técnico cita importância de vencer o “Sansão” e continuar com bom retrospecto jogando em casa e no Brasileiro (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena/Estadão Conteúdo)

No próximo domingo (20), o São Paulo enfrenta o Santos, em jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, a fim de manter a invencibilidade na competição, o tricolor é o único paulista que ainda não perdeu, e a boa campanha em casa na temporada: até aqui são 13 jogos, oito vitórias, quatro empates e apenas uma derrota, a única extamente para o rival alvinegro do próximo final de semana, por 1 a 0 pelo Paulistão.

Para o uruguaio, enfrentar o time da Vila Belmiro é mais do que um simples clássico, é um confronto decisivo. “É um jogo muito importante, será muito bom para o time que vencer. Além de ser um clássico, significa muito para a posição na tabela e para o futuro, para pegar confiança. É um jogo que temos de jogar como uma final”, afirmou.

A importância do clássic ainda aumenta quando o treinador uruguaio avalia o papel de cada jogador que entrar em campo. “Todos os jogos são importantes, mas esses são confrontos que marcam e que ficam para a história. São partidas que mostram a realidade de cada jogador. Atuar no Morumbi contra o Santos, que tem muita história e muitos bons jogadores, vai ser um grande jogo”, acrescentou.

Em décimo segundo na tabela e com sete pontos, Diego Aguirre reconhece que não está satisfeito com os números obtidos dentro de campo, já que mesmo sem perder no Brasileiro, o fato de estar atrás dos dez primeiros somado às eliminações no Paulista e na Copa do Brasil tem incomodado e bombardeado o trabalho do treinador e do elenco com críticas negativas.

Para o confronto contra o Peixe, o comandante do Tricolor do Morumbi contará com Diego Souza, recuperado de edema na coxa esquerda e substituído por Everton no 2 a 2 contra o Bahia, além da possível escalação de Éder Militão, Everton e Reinaldo, os dois últimos com amigdalite, mas sem preocupar de fato.

O desfalque mais incômodo é o de Rodrigo Caio. O zagueiro ainda sente dores no pé esquerdo, após sofrer uma entorse, e foi cortado do clássico, além de ser dúvida como possível opção do técnico Tite na Copa da Rússia, já que seu nome está relacionado entre os 35 nomes que a CBF poderá contar para disputar o mundial, além dos 23 já divulgados na coletiva de segunda (14).

Além de Caio, Gonzalo Carneiro, de 22 anos e passagem pelo Defensor do Uruguai, não deve estreiar ainda, pois ainda segue em recuperação de uma pulbalgia sofrida no começo desta temporada.

Mesmo com Aguirre fazendo mistério, a próvavel escalação do Tricolor neste domingo é a seguinte: Sidão; Éder Militão (Régis), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Hudson (Liziero), Lucas Fernandes (Valdívia), Nenê (Shaylon) e Everton; Diego Souza (Trellez). Para o clássico de domingo às 16h, já foram vendidos 18 mil ingressos e quem ainda não adquiriu pode comprar pelo site www.totalacesso.com.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Veja também

Felipão é demitido do Palmeiras
18Jan

Felipão é demitido do Palmeiras

Reunião na Academia define a saída do treinador

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec
18Jan

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec

O Palmeiras é o dono da melhor campanha no geral..

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo
18Jan

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo

Grupo F da Copa Libertadores

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio
18Jan

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio

A maior novidade ficou na parte do ataque teste