São Paulo de Fato

Vivo na briga pelo título, São Paulo tem mostrado jogos aguerridos, mas ataque vacilante

Nas últimas partidas, Tricolor marcou um gol a cada confronto e diminui aproveitamento de bolas na rede

Nas últimas partidas, Tricolor marcou um gol a cada confronto e diminui aproveitamento de bolas na rede (Foto: Globoesporte.com)

O São Paulo derrotou, com garra e força de vontade, o Bahia no último sábado (8), pela 24ª rodada do Brasileirão. Apesar de ter vencido em casa e até voltado a assumir a liderança da competição temporariamente, o embate contra o Tricolor Baiano não foi de uma superioridade relevante, já que o fraco placar de 1 a 0, com gol de Diego Souza na segunda etapa, revelou o desempenho modesto de um gol por partida nos últimos cinco embates do clube no Torneio.

Desde a vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense, em casa, no mês passado, o Tricolor Paulista empatou em 1 a 1 com o Paraná e Fluminense, e venceu Ceará, Atlético-MG e o próprio Bahia por apenas um gol, mesmo não sendo vazado por estas equipes.

Contra o time de Salvador, dá pra saber qual foi o motivo: as duas bem postadas e adiantadas linhas de marcação dispostas pelo técnico Enderson Moreira, que jogou em um 4-3-2-1, dificultaram o avanço paulista que buscou ataques na base do “chuveirinho” na área.

No total foram 26 cruzamentos, que geraram 11 finalizações onde somente duas resultaram em situações reais de gol.

Contudo, o problema do aproveitamento do ataque paulista que caiu nos últimos jogos não é apenas por causa de uma defesa difícil como no caso do Bahia. Nos demais jogos, por exemplo, jogando contra equipes ofensivas como Atlético-MG e Fluminense, o Tricolor teve que se dividir em criação e conclusão, fazendo com que os atacantes se desdobrassem para fazer ambas as funções.

Caso de Diego Souza, que no último jogo precisou se deslocar da posição de centroavante para encostar em Rojas e Everton Felipe, bastante abertos pelas pontas, o que já tem sido uma estratégia comum nos embates do Tricolor.

Nenê, que tem a missão de criação pelo meio tem sido muito marcado e consequentemente anulado pelos adversários, fato é que suas maiores tentivas de finalização são de fora da área.

“Gostaria de ter um jogo mais tranquilo e fazer mais gols. Mas, lamentavelmente, não estamos tendo essa tranquilidade. Trabalhamos muito nisso, falamos que temos de aproveitar mais as situações. No último jogo contra o Atlético-MG tivemos muitas finalizações e não fizemos os gols. Temos que melhorar”, disse o técnico Diego Aguirre.

Contra o Bahia, o treinador substituiu Everton Felipe por Trellez e este deu mais criatividade ao time, já que atuando na ponta direita, encostava mais em Diego Souza por ser um jogador tanto de área quanto o camisa 9 são-paulino.

Em relação ao aproveitamento de gols do Tricolor Paulista, no geral, foram até aqui 36 marcados – o segundo melhor ao lado do Palmeiras e abaixo do Atlético-MG com 38, e um saldo de 17, nada mal para um concorrente a levantar o caneco a essa altura do campeonato.

Porém, com a baixa no aproveitamento de gols nas últimas rodadas, o treinador uruguaio deverá prestar mais atenção no setor de frente da equipe que tem se mostrado deficiente. O placar mais expressivo até aqui foi um 3 a 0 diante do Vitória, na já distante 12ª rodada, jogando em casa.

"Se você analisar, todos os times têm dificuldade. Não estão acontecendo jogos com três gols de diferença. O Bahia é um time que gostei muito, lutou, era organizado. Temos de estar focados ao máximo paraconseguirmos o nosso grande objetivo”, afirmou o comandante uruguaio.

O São Paulo volta a campo no próximo domingo (16) diante do rival Santos, na Vila Belmiro, às 16h, clássico válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

BAIXE O APP SÃO PAULO DE FATO

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

INSCREVA-SE NOSSO CANAL NO YOUTUBE

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Veja também

Felipão é demitido do Palmeiras
10Mai

Felipão é demitido do Palmeiras

Reunião na Academia define a saída do treinador

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec
10Mai

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec

O Palmeiras é o dono da melhor campanha no geral..

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo
10Mai

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo

Grupo F da Copa Libertadores

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio
10Mai

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio

A maior novidade ficou na parte do ataque teste