São Paulo de Fato

Prefeitura inaugura primeiro Centro de Cuidados Odontológicos da capital

Com capacidade para acolher 2,7 mil pacientes por mês, o CCO ofertará atendimento básico e de especialidades

Imagem de capa
INAUGURAÇÃO DO CENTRO DE CUIDADOS ODONTOLÓGICOS EDSON LOPES JR./SECOM
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inaugurou   quarta-feira (28) o primeiro Centro de Cuidados Odontológicos (CCO) da cidade. O CCO, que será administrado pela Associação Filantrópica Nova Esperança (Afne), está localizado na rua Jaraguá, 866, na região central, e funcionará de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h, e aos sábados, das 7h às 19h.

”A gente tem feito um investimento altíssimo na área da saúde, de cerca de R$ 14 bilhões para cuidar das pessoas, ampliando os serviços e gerando empregos na área”, destacou o prefeito Ricardo Nunes.

A nova unidade tem capacidade para atender 2.764 pacientes por mês e visa ampliar o acesso da população aos procedimentos odontológicos de Atenção Básica e Especializada, além de melhorar os índices de saúde bucal na região.  

O secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco, celebrou a entrega e destacou a ampliação dos serviços. “É com muita alegria que, hoje, entregamos o primeiro Centro de Cuidados Odontológicos do município de São Paulo. A nossa meta é colocar um em cada região da cidade para que as pessoas tenham oportunidade de cuidar da saúde bucal”, disse.

Ao todo, serão 20 consultórios completos contendo equipamentos modernos, e 20 cadeiras odontológicas, sendo dez destinadas ao atendimento da Atenção Básica, e dez destinadas ao atendimento nas especialidades de endodontia, prótese e cirurgia oral menor.

O CCO conta com 138 colaboradores, entre cirurgiões-dentistas, auxiliares de saúde bucal, assistentes técnicos administrativos e gerente. O investimento total na implantação foi de R$ 1,6 milhão e o custeio mensal será de aproximadamente R$ 1,2 milhão.

“É uma prerrogativa nossa, da Secretaria Municipal da Saúde, ampliar o acesso em odontologia, pois a saúde começa pela boca. Nós conseguiremos atender as pessoas com grande vulnerabilidade social, iniciando a agenda com pessoas que estão nos hotéis sociais e os abrigos para oferecer a eles assistência odontológica, com qualidade”, explicou a secretária-executiva de Atenção Básica, Especialidades e Vigilância em Saúde, Sandra Sabino Fonseca.

  • COMPARTILHE

Prefeitura inaugura primeiro Centro de Cuidados Odontológicos da capital

29/12/2022 13:04


A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inaugurou   quarta-feira (28) o primeiro Centro de Cuidados Odontológicos (CCO) da cidade. O CCO, que será administrado pela Associação Filantrópica Nova Esperança (Afne), está localizado na rua Jaraguá, 866, na região central, e funcionará de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h, e aos sábados, das 7h às 19h.

”A gente tem feito um investimento altíssimo na área da saúde, de cerca de R$ 14 bilhões para cuidar das pessoas, ampliando os serviços e gerando empregos na área”, destacou o prefeito Ricardo Nunes.

A nova unidade tem capacidade para atender 2.764 pacientes por mês e visa ampliar o acesso da população aos procedimentos odontológicos de Atenção Básica e Especializada, além de melhorar os índices de saúde bucal na região.  

O secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco, celebrou a entrega e destacou a ampliação dos serviços. “É com muita alegria que, hoje, entregamos o primeiro Centro de Cuidados Odontológicos do município de São Paulo. A nossa meta é colocar um em cada região da cidade para que as pessoas tenham oportunidade de cuidar da saúde bucal”, disse.

Ao todo, serão 20 consultórios completos contendo equipamentos modernos, e 20 cadeiras odontológicas, sendo dez destinadas ao atendimento da Atenção Básica, e dez destinadas ao atendimento nas especialidades de endodontia, prótese e cirurgia oral menor.

O CCO conta com 138 colaboradores, entre cirurgiões-dentistas, auxiliares de saúde bucal, assistentes técnicos administrativos e gerente. O investimento total na implantação foi de R$ 1,6 milhão e o custeio mensal será de aproximadamente R$ 1,2 milhão.

“É uma prerrogativa nossa, da Secretaria Municipal da Saúde, ampliar o acesso em odontologia, pois a saúde começa pela boca. Nós conseguiremos atender as pessoas com grande vulnerabilidade social, iniciando a agenda com pessoas que estão nos hotéis sociais e os abrigos para oferecer a eles assistência odontológica, com qualidade”, explicou a secretária-executiva de Atenção Básica, Especialidades e Vigilância em Saúde, Sandra Sabino Fonseca.