São Paulo de Fato

Liga-SP é vencedora do Prêmio Governo Estado de São Paulo para as Artes

Conjunto de atividades realizadas em 2021 e 2022 foi reconhecido na categoria Cultura Popular e Tradicional

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A atuação do Carnaval de São Paulo, mesmo em tempos pandêmicos, é destaque na cultura paulista. Na última quarta-feira (14), a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo recebeu o Prêmio Governo do Estado de São Paulo para as Artes, na categoria Cultura Popular e Tradicional, pelo trabalho feito em fevereiro de 2022, com “A Arte do Carnaval — Acervo Digital dos Saberes e Fazeres das Escolas de Samba de São Paulo”, e a exposição “Bicentenário — Contado por Enredos e Fantasias”, na Fábrica do Samba.

Leandro Alves Martins, presidente da Leandro de Itaquera, representou a organizadora do Carnaval de São Paulo na cerimônia, realizada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa no Teatro Sérgio Cardoso.

Carnaval é Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de São Paulo

As práticas e saberes carnavalescos receberam o registro de Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de São Paulo em fevereiro de 2020. Dois anos depois, também em fevereiro, com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, os fazeres oriundos das escolas de samba, que geram identidade e pertencimento aos sambistas, foram documentados em uma série de 34 episódios, com shows, depoimentos e entrevistas para o projeto A Arte do Carnaval — Acervo Digital dos Saberes e Fazeres das Escolas de Samba de São Paulo.

Em outubro, o Carnaval paulistano passou a integrar as ações promovidas pelo Governo do Estado de São Paulo para a Agência Bonifácio, em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil. Na Fábrica do Samba, a exposição “Bicentenário — Contado por Enredos e Fantasias” faz uma curadoria de desfiles paulistanos que retrataram a Independência do Brasil ao longo dos anos. A proposta é uma experiência multissensorial e imersiva dos últimos 200 anos, através das práticas carnavalescas, com shows das escolas de samba aos finais de semana e programação especial para visitas escolares.

  • COMPARTILHE

Liga-SP é vencedora do Prêmio Governo Estado de São Paulo para as Artes

09/01/2023 19:21


A atuação do Carnaval de São Paulo, mesmo em tempos pandêmicos, é destaque na cultura paulista. Na última quarta-feira (14), a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo recebeu o Prêmio Governo do Estado de São Paulo para as Artes, na categoria Cultura Popular e Tradicional, pelo trabalho feito em fevereiro de 2022, com “A Arte do Carnaval — Acervo Digital dos Saberes e Fazeres das Escolas de Samba de São Paulo”, e a exposição “Bicentenário — Contado por Enredos e Fantasias”, na Fábrica do Samba.

Leandro Alves Martins, presidente da Leandro de Itaquera, representou a organizadora do Carnaval de São Paulo na cerimônia, realizada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa no Teatro Sérgio Cardoso.

Carnaval é Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de São Paulo

As práticas e saberes carnavalescos receberam o registro de Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de São Paulo em fevereiro de 2020. Dois anos depois, também em fevereiro, com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, os fazeres oriundos das escolas de samba, que geram identidade e pertencimento aos sambistas, foram documentados em uma série de 34 episódios, com shows, depoimentos e entrevistas para o projeto A Arte do Carnaval — Acervo Digital dos Saberes e Fazeres das Escolas de Samba de São Paulo.

Em outubro, o Carnaval paulistano passou a integrar as ações promovidas pelo Governo do Estado de São Paulo para a Agência Bonifácio, em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil. Na Fábrica do Samba, a exposição “Bicentenário — Contado por Enredos e Fantasias” faz uma curadoria de desfiles paulistanos que retrataram a Independência do Brasil ao longo dos anos. A proposta é uma experiência multissensorial e imersiva dos últimos 200 anos, através das práticas carnavalescas, com shows das escolas de samba aos finais de semana e programação especial para visitas escolares.