São Paulo de Fato

Investigador é morto a tiros dentro de carro na zona norte de São Paulo

Paulo Sarmento Lopes chegava em casa quando foi baleado por dois homens em uma moto. Caso é investigado pelo DHPP

Imagem de capa
Investigador é morto a tiros dentro de carro ao chegar em casa na zona norte de São Paulo
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um investigador foi morto a tiros dentro do carro quando chegava em casa na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo, na manhã desta terça-feira (23). 

Paulo Sarmento Lopes havia deixado uma de suas filhas no trabalho e retornava para a residência na rua Diábase, quando percebeu que estava sendo seguido por dois suspeitos em uma motocicleta.

O circuito de segurança mostra um dos criminosos na motocicleta de cor vermelha passando primeiro. Ele aparece olhando para trás e, em seguida, tem início o tiroteio.

Os disparos continuam, sendo possível ouvir pelo menos 10 tiros. Posteriormente, aparece o carro do investigador, um Honda HRV, andando lentamente. O segundo criminoso está ao lado do banco do motorista, que está com a porta aberta.

Até o momento, não há informação de que o policial reagiu nem se foi uma tentativa de assalto. Há pelo menos três marcas de tiros no vidro traseiro do veículo.

Sarmento, de aproximadamente 50 anos, foi localizado no interior do carro já sem vida. A área está isolada pelas Polícias Militar e Civil.

De acordo com a Polícia Civil, o investigador atuava no município de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, e morava no bairro há cerca de 10 anos. 

A esposa da vítima estaria no litoral norte de São Paulo, em Boiçucanga, onde mora a filha mais velha.

O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Perseguição aos suspeitos

Durante a fuga, enquanto um dos criminosos seguiu na motocicleta, o segundo roubou um Volkswagen Polo branco.

Equipes da PM realizavam patrulhamento pela região, quando na esquina das ruas Carlos Alberto Moretti e João Cordeiro, também na Freguesia do Ó, avistaram o veículo em alta velocidade.

Os agentes deram ordem de parada ao suspeito, que não foi obedecida, dando início à perseguição. Pela rua João Cordeiro, por conta do trânsito, ele desembarcou do carro, já atirando contra a viatura.

Os policiais revidaram e houve troca de tiros. Apesar da viatura ter sido atingida, inclusive no parabrisa, nem os agentes nem os pedestres ficaram feridos pelos disparos. No interior do Polo, foi localizado um capacete de motociclista.

Ainda durante a fuga, o criminoso roubou outro carro, um Volkswagen Parati na cor azul, que foi abandonado na rua Lago do Junco, na Vila Zat, ainda na zona norte da capital.

Depois a PM constatou que se tratava de um dos envolvidos na morte do investigador. Os locais são preservados para perícia. Os criminosos não foram localizados.

Buscas

A Polícia Civil realiza buscas em uma comunidade na região de Vila Zat na tarde desta terça pelos dois criminosos acusados de matar o investigador. O helicóptero do Serviço Aerotático também foi acionado e auxilia no trabalho.

 
 
 

Fonte

noticias.r7.com
  • COMPARTILHE

Investigador é morto a tiros dentro de carro na zona norte de São Paulo

23/11/2021 19:57


Um investigador foi morto a tiros dentro do carro quando chegava em casa na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo, na manhã desta terça-feira (23). 

Paulo Sarmento Lopes havia deixado uma de suas filhas no trabalho e retornava para a residência na rua Diábase, quando percebeu que estava sendo seguido por dois suspeitos em uma motocicleta.

O circuito de segurança mostra um dos criminosos na motocicleta de cor vermelha passando primeiro. Ele aparece olhando para trás e, em seguida, tem início o tiroteio.

Os disparos continuam, sendo possível ouvir pelo menos 10 tiros. Posteriormente, aparece o carro do investigador, um Honda HRV, andando lentamente. O segundo criminoso está ao lado do banco do motorista, que está com a porta aberta.

Até o momento, não há informação de que o policial reagiu nem se foi uma tentativa de assalto. Há pelo menos três marcas de tiros no vidro traseiro do veículo.

Sarmento, de aproximadamente 50 anos, foi localizado no interior do carro já sem vida. A área está isolada pelas Polícias Militar e Civil.

De acordo com a Polícia Civil, o investigador atuava no município de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, e morava no bairro há cerca de 10 anos. 

A esposa da vítima estaria no litoral norte de São Paulo, em Boiçucanga, onde mora a filha mais velha.

O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Perseguição aos suspeitos

Durante a fuga, enquanto um dos criminosos seguiu na motocicleta, o segundo roubou um Volkswagen Polo branco.

Equipes da PM realizavam patrulhamento pela região, quando na esquina das ruas Carlos Alberto Moretti e João Cordeiro, também na Freguesia do Ó, avistaram o veículo em alta velocidade.

Os agentes deram ordem de parada ao suspeito, que não foi obedecida, dando início à perseguição. Pela rua João Cordeiro, por conta do trânsito, ele desembarcou do carro, já atirando contra a viatura.

Os policiais revidaram e houve troca de tiros. Apesar da viatura ter sido atingida, inclusive no parabrisa, nem os agentes nem os pedestres ficaram feridos pelos disparos. No interior do Polo, foi localizado um capacete de motociclista.

Ainda durante a fuga, o criminoso roubou outro carro, um Volkswagen Parati na cor azul, que foi abandonado na rua Lago do Junco, na Vila Zat, ainda na zona norte da capital.

Depois a PM constatou que se tratava de um dos envolvidos na morte do investigador. Os locais são preservados para perícia. Os criminosos não foram localizados.

Buscas

A Polícia Civil realiza buscas em uma comunidade na região de Vila Zat na tarde desta terça pelos dois criminosos acusados de matar o investigador. O helicóptero do Serviço Aerotático também foi acionado e auxilia no trabalho.

 
 
 
Fonte: noticias.r7.com