São Paulo de Fato

Palmeiras vence São Paulo e alivia a pressão sobre a equipe

Verdão venceu de virada em jogo marcado muita luta das equipes

Verdão venceu de virada em jogo marcado muita luta das equipes (Foto: Reprodução)
 
O Palmeiras venceu o São Paulo, por 3 a 1, em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque, na capital paulista. Com a vitória, o verdão sobe na tabela de classificação e encosta nos líderes; enquanto o tricolor sofreu a primeira derrota na competição, mas permanece na parte de cima.
 
O jogo começou mitos mais brigado que jogado. O Palmeiras buscava uma pressão, enquanto o São Paulo procurava oa contra - ataques Aos 6 minutos, Nenê cobrou falta na área, Diego Souza subiu entre os zagueiros e , de cabeça, mandou muito próximo ao gol de Jailson.
 
Depois disso a partida simplesmente parou. Muita disputa no meio campo e pouca inspiração dos atacantes e jogadores de criatividade. Claramente, o São Paulo esperava a tomada de atitude do Palmeiras que, por sua vez, mostrava - se muito nervoso.
 
Além disso, o jogo se mostrava extremamente faltoso. Em um lance isolado, aos 17', Jailson ligou rapidamente e atacante Dudu, que apostou corrida com Militão e foi agarrado. Na cobrança, a zaga do São paulo subiu e tirou.
 
Minutos depois, quando o relógio marcava 20 do primeiro tempo, Keno tentou acionar Mayke, mas Reinaldo chegou mais rápido e colocou para lateral. Mayke cobrou  na área e a bola ficou nas mãos de Sidão.  
 
Com 26', Nenê cobrou falta para Militão, que desviou, mas a bola ficou nas mãos de Jailson. Na sequência, o goleiro tentou acionar Dudu, mas  Sidão saiu do gol e tirou.
 
Quando eram jogados 29 minutos,  Edu Dracena fez ema lambança. O lateral Reinaldo cobrou o lateral em direção a área, o zagueiro recuou errado para Jailson, que foi obrigado a dividir com  Marcos Guilherme. A bola não tocou em ninguém e entrou direto para o gol. 
 
Depois do gol, o tricolor aproveitou p nervosismo do verdão e aplicou minutos de pressão. Aos 33, Reinaldo chutou forte de fora da área e Jailson colocou para escanteio. Dois minutos depois, Everton chegou à linha de fundo, cruzou  e Edu Dracena afastou. Marcos Guilherme pegou o rebote e a bola passou muito perto do gol de Jailson. 
 
Para terminar o primeiro tempo,Mayke cruzou na área, aos 46', e Edu Dracena cabeceou para o meio da área e, por pouco, não conseguiu marcar. 
 
O Palmeiras voltou melhor para a segunda etapa. mais criativo e veloz, o verdão mostrou logo com um minuto que queria reverter a situação. Bruno Henrique chegou à linha de fundo, cruzou e Willian, de cabeça, mandou a bola muito próximo à trave.
 
O São paulo começava a se abdicar da partida. Prova disso é que a equipe não conseguia chutar no gol. A única coisa que o tricolor conseguia nos minutos iniciais do primeiro tempo era evitar que o Palmeiras criasse muitas oportunidades, apesar da equipe mandante ter mais posse de bola.
 
Aos 9 minutos, o domínio do verdão deu resultado. Keno recebeu na direita de Moisés e cruzou rasteiro. Sidão rebateu para dentro da pequena área, nos pés de Willian, que empurrou para o gol. 
 
Porém, a torcida teve que segurar um pouco a comemoração, pois o Bandeira achou que Dudu, estava impedido e tocou na bola, contudo o atacante Palmeirense não participou do lance. 
 
O gol animou o verdão. Aos 19', Dudu chegou à linha de fundo pela esquerda, cruzou para a  área e Sidão ficou com a bola. Dois minutos depois veio a virada palmeirense. Hyoran, que entrou muito bem no jogo, disputou a bola com Militão e conseguiu desviar para a área.  Willian estava bem posicionado e pegou de primeira, fazendo um golaço. O atacante estava impedido, mas o juiz não marcou.
 
O São Paulo sentiu o golpe. Não conseguia sair jogando e nem criar. Na pressão, aos 24 do segundo tempo, Hyoran recebeu lançamento de Moisés na direita, fez boa jogada e cruzou para Dudu, que entrava pelo lado oposto e marcou de peixinho. Um belo gol. 
 
A última oportunidade clara de gol veio aos 37', quando Dudu puxou contra-ataque, acionou Willian na esquerda. O artilheiro do clássico bateu, mas a bola foi para fora, porém muito próximo ao gol de Sidão.   
 
 
FICHA TÉCNICA

 PALMEIRAS  x  SÃO PAULO   

DATA : 02/06/2018

HORÁRIO : 21:00

ESTÁDIO : Allianz Parque, São Paulo - SP

PÚBLICO: 32.841

ARBITRAGEM:  Rodolpho Toski Marques (Fifa) apitou, auxiliado por Bruno Boschilia (Fifa) e Victor Hugo Imazu dos Santos (todos do Paraná).

GOLS:  Edu Dracena , contra ( São Paulo); Willian, duas vezes  e Dudu ( Palmeiras)

CARTÕES  AMARELOS: Anderson Martins, Militão, Bruno Alves/ Nenê, Jaílson, Antônio Carlos, Dudu e Felipe Mello

PALMEIRAS: Jaílson, Maike, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa ( Victor Luiz); Felipe Mello, Bruno Henrique e Moíses ( Tiago Santos); Keno ( Hyoran), Dudu e Willian. TEC: Roger Machado

SÃO PAULO:  Sidão; Militão, Anderson Martins, Bruno Alves e Reinaldo ( Liziero); Jucilei, Hudson ( Petros), Nene e Everton; Marcos Guilherme ( Paulinho) e Diego Souza  TEC: Diego Aguirre 

BAIXE O APP SÃO PAULO DE FATO

SIGA - NOS NO INSTAGRAM

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

INSCREVA - SE NOSSO CANAL NO YOUTUBE

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Veja também

Felipão é demitido do Palmeiras
09Nov

Felipão é demitido do Palmeiras

Reunião na Academia define a saída do treinador

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec
09Nov

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec

O Palmeiras é o dono da melhor campanha no geral..

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo
09Nov

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo

Grupo F da Copa Libertadores

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio
09Nov

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio

A maior novidade ficou na parte do ataque teste