São Paulo de Fato

Futebol ruim diante do Colo Colo deixam o Corinthians com vaga ameaçada na Libertadores

No confronto de ida das oitavas, o Timão perdeu por 1 a 0 e luta pela classificação em Itaquera no dia 29/8

No confronto de ida das oitavas, o Timão perdeu por 1 a 0 e luta pela classificação em Itaquera  no dia 29/8 (Foto: Elvis González/EFE)

Um Corinthians desiquilibrado, fora de foco e desestabilizado jogou contra o Colo Colo, nesta quarta (9), pela partida de ida das oitavas de final da Taça Libertadores da América. No jogo em Santiago, o Timão até começou bem, indo para cima dos donos da casa, mas a equipe chilena se recompôs, dominou o time brasileiro, que ainda teve Gabriel expulso, e venceu com um único gol de Carmona, aos 37 do primeiro tempo.

Se fosse para eleger uma das piores partidas do Alvinegro na temporada, a derrota sofrida para o Colo Colo estaria no páreo, não por causa da empatia em si em que o time de certa forma não demonstrava, mas pela falta de peças com a qual o Timão vem sofrendo já a um bom tempo.

Com o desmanche sofrido durante a Copa, com a saída de jogadores importantes como Rodriguinho, Maicon, Sidcley e Balbuena, o Timão está tendo que se virar e somadas às atuações apagadas contra a equipe do mago Valdívia, o Timão teve sérios problemas evidenciados para todos verem.

Começando do gol, a exceção talvez seja Cássio, goleiro de seleção e que mais uma vez livrou o Coringão de um vexame fora de casa, o camisa 12 estava num ótimo dia. Quem não estava era o lado esquerdo, já que Danilo Avelar e Henrique estavam dando carta branca à Valdívia fazer o que quisesse. Do outro lado tinha Paredes, infernizando a vida de Fagner e muito mais de Pedro Henrique.

No meio, Jadson estava irreconhecível, algo que tem se notado desde a volta do mundial da Rússia, já que o camisa 10 do Timão não tem produzido o bom futebol como antes. Pedrinho foi engolido pela marcação chilena e Romero mais ainda, jogando adiantado como atacante.

Para completar, o nervosismo e desiquilíbrio foram determinantes para a derrota no Estádio Monumental David Arellano. Com poucos jogadores experientes em campo, o Timão contava com o estreante Carlos Augusto substituindo o calejado Henrique e mesmo a entrada de Emerson Sheik no final não foram suficientes para por ordem na casa.

O resultado, expulsão de Gabriel que entrou de forma exagerada e desnecessária em Carmona e tomou o segundo amarelo acompanhado do vermelho, sem falar da saída distribuindo palavrões e chutes nas placas de publicidade.

Contudo, esta era alguma das armadilhas que o Colo Colo colocou na frente do time corinthiano, que acabou sendo presa fácil aos chilenos. Vários momentos de bate-boca e chegadas exageradas puderam ser vistas na partida, em que o árbitro Wilmar Rondán teve muito com o que se preocupar, perdendo a rédea em vários momentos.

Como se não fosse pior, o outro volante, Douglas, sofreu um trauma no pé direito e saiu de campo. Por causa da lesão, ele não joga contra a Chapecoense, no próximo domingo (12), às 16h, na Arena Condá. Das poucas opções efetivas em banco, Osmar Loss chegou a improvisar o zagueiro Léo Santos de volante, deixando visível a falha na estrutura tática do Timão com a falta de opções.

“Acho que o jogo foi de dois momentos distintos. O Corinthians encontrou a posse de bola e evitamos o ímpeto do Colo-Colo. Em alguns momentos perdemos isso e demos profundidade ao time deles e consequentemente deixamos de ter jogadas ofensivas”, avaliou o técnico.

Após tomar o gol, Loss vê como positiva a parte defensiva da equipe, já que poderiam ser mais gols chilenos. “O segundo tempo tinha tudo para ser grande, mas tivemos a perda de um jogador e um comportamento extremamente positivo na defesa, por mais que a gente tenha oferecido algumas situações.”

Cássio foi o melhor na partida do lado alvinegro, o que evidencia um goleiro jogando e salvando pelo time inteiro que mal produziu. “Começamos bem o jogo, mas depois damos muitas bolas à eles, uma equipe bastante experiente. Valeu pelo empenho aqui e agora é convocar a nossa torcida e buscar a vitória em casa”, disse o goleiro.

O Corinthians decide seu futuro na Libertadores no jogo de volta, no dia 29, quarta, em sua Arena de Itaquera. Para passar às quartas e eliminar o Colo Colo, o Timão precisa vencer por dois gols de diferença e não pode tomar caso vença por um gol de diferença, já que o gol fora de casa conta nesta fase da competição.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Veja também

Felipão é demitido do Palmeiras
09Fev

Felipão é demitido do Palmeiras

Reunião na Academia define a saída do treinador

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec
09Fev

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, e Flamengo pega o Emelec

O Palmeiras é o dono da melhor campanha no geral..

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo
09Fev

Palmeiras revê San Lorenzo em SP após 20 anos de jogo que serviu como consolo

Grupo F da Copa Libertadores

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio
09Fev

Carille esboça time do Corinthians com novidades no ataque para pegar o Grêmio

A maior novidade ficou na parte do ataque teste