São Paulo de Fato

ITBI - DIZ A JUSTIÇA O VALOR DE REFERÊNCIA É ILEGAL

José Serra deixa a Prefeitura de São Paulo e de 2007 a 2011 foi o Governador que criou no Estado de São Paulo

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

 Foi na gestão Serra/Kassab em 2005 a 2008 que criou o valor venal de referência para se calcular o ITBI, então no Município de São Paulo, passou a existir "O valor Venal" (aquele utilizado para base de cálculo do IPTU e o valor venal de referência para calcular o  ITBI, o objetivo sempre é o de arrecadar mais, por ser o valor de referência maior que o valor  venal. O valor venal de referência foi criado pela Prefeitura a partir de uma pesquisa de mercado, sendo que inexiste data fixada para a sua atualização e um critério objetivo. Com muita discussão na Justiça e a decisão do 7º Grupo especializado de Direito P[ublico do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mesmo assim, os Oficiais dos Registros de Imóveis e Tabeliões ainda eram obrigados a exigir o recolhimento do ITBI com base no valor de referência. Os contribuintes então foram a JUSTIÇA impetrando individualmente mandados de seguranças  para  não recolher o ITBI  pelo valor venal de referência. Quem pagou o ITBI pelo valor de referência pode ir a Justiça para receber de volta o que pagou a mais só que o prazo é o de 5 anos anteriores, por exemplo de 2005 até agora iso chama Prescrição, aí José Serra deixa a Prefeitura de São Paulo e de 2007 a 2011 foi o Governador que criou  no  Estado de São Paulo , o  valor    de referência  para cobrar o  ITCMD  sobre os  Imóveis Urbanos e Rurais e  novamente a Justiça se  pronuncia ser Ilegal e Inconstitucional, dando  condição dos  contribuintes requererem diferenças do que pagaram e  vão pagar a  mais. A  Prefeitura do Município de São Paulo  em 20 de abril de 2021  após inúmeros Mandados de Seguranças  impetrados ,ao que tudo indica  resolve colaborar com o Judiciáias Paulista e com os contribuintes tirando do ar no mês de abril de 2021 a "Consulta Pública"  do valor de referência" fonte MIGALHAS-SITE '.  O  interessado em  receber o que pagou  a  mais tanto do  ITCMD como do  ITBI pode  entrar em contato conosco que  estamos preparados para  orientá-lo e ingressar com as medidas judiciais  necessárias para ser ressarcido. Quem for pagar  ambos Impostos orientamos,  revendo os cálculos e se fôr apurada a  cobrança ilegal a providência  judicial necessária é impetração do  Mandado de Segurança

  • COMPARTILHE

ITBI - DIZ A JUSTIÇA O VALOR DE REFERÊNCIA É ILEGAL

 Foi na gestão Serra/Kassab em 2005 a 2008 que criou o valor venal de referência para se calcular o ITBI, então no Município de São Paulo, passou a existir "O valor Venal" (aquele utilizado para base de cálculo do IPTU e o valor venal de referência para calcular o  ITBI, o objetivo sempre é o de arrecadar mais, por ser o valor de referência maior que o valor  venal. O valor venal de referência foi criado pela Prefeitura a partir de uma pesquisa de mercado, sendo que inexiste data fixada para a sua atualização e um critério objetivo. Com muita discussão na Justiça e a decisão do 7º Grupo especializado de Direito P[ublico do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mesmo assim, os Oficiais dos Registros de Imóveis e Tabeliões ainda eram obrigados a exigir o recolhimento do ITBI com base no valor de referência. Os contribuintes então foram a JUSTIÇA impetrando individualmente mandados de seguranças  para  não recolher o ITBI  pelo valor venal de referência. Quem pagou o ITBI pelo valor de referência pode ir a Justiça para receber de volta o que pagou a mais só que o prazo é o de 5 anos anteriores, por exemplo de 2005 até agora iso chama Prescrição, aí José Serra deixa a Prefeitura de São Paulo e de 2007 a 2011 foi o Governador que criou  no  Estado de São Paulo , o  valor    de referência  para cobrar o  ITCMD  sobre os  Imóveis Urbanos e Rurais e  novamente a Justiça se  pronuncia ser Ilegal e Inconstitucional, dando  condição dos  contribuintes requererem diferenças do que pagaram e  vão pagar a  mais. A  Prefeitura do Município de São Paulo  em 20 de abril de 2021  após inúmeros Mandados de Seguranças  impetrados ,ao que tudo indica  resolve colaborar com o Judiciáias Paulista e com os contribuintes tirando do ar no mês de abril de 2021 a "Consulta Pública"  do valor de referência" fonte MIGALHAS-SITE '.  O  interessado em  receber o que pagou  a  mais tanto do  ITCMD como do  ITBI pode  entrar em contato conosco que  estamos preparados para  orientá-lo e ingressar com as medidas judiciais  necessárias para ser ressarcido. Quem for pagar  ambos Impostos orientamos,  revendo os cálculos e se fôr apurada a  cobrança ilegal a providência  judicial necessária é impetração do  Mandado de Segurança

Veja também

Imagem de capa
Henrique Veltman,
Henrique Veltman,

Mito da Caverna

Imagem de capa
Adir Vergilio
Adir Vergilio

Curiosidade

Imagem de capa
Ari Pereira
Ari Pereira

Como pagar menos o imposto chamado (ITCMD)?

Imagem de capa
Vicente Cavallari
Vicente Cavallari

Vamos começar do começo?