São Paulo de Fato

Vereador Cristófaro é desfiliado do PSB após fala racista

Decisão ocorre após deputados pedirem expulsão do parlamentar paulistano do partido; em sessão da Câmara

Imagem de capa
r7
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O vereador Camilo Cristófaro foi desfiliado do PSB (Partido Socialista Brasileiro) após uma fala racista durante a sessão da Câmara Municipal de São Paulo. A informação foi confirmada pelo partido. A fala interrompeu a reunião da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Aplicativos desta terça-feira (3). O áudio é atribuído ao vereador que acompanhava a sessão de forma remota.  A fala é: “Varrendo com água na calçada. É coisa de preto, né?”, disse.

Cristófaro foi desfiliado do PSB antes de o diretório estadual acolher denúncia e instalar procedimento de investigação para julgamento do parlamentar. O processo de expulsão levaria mais tempo, com direito ao contraditório e ampla defesa do vereador. Com isso, o presidente estadual do partido, Jonas Donizette, aceitou o pedido de desligamento que havia sido encaminhado pelo próprio vereador em 28 de abril.

Ainda na terça-feira (3), Jonas Donizette escreveu nas redes sociais: “Inadmissível a fala racista do vereador Camilo Cristófaro, o PSB repudia veementemente. Isso não passará impune, o PSB acaba de fazer seu congresso nacional, e reafirmar seus valores dentre eles, a mais plena igualdade racial”.

  • COMPARTILHE

Vereador Cristófaro é desfiliado do PSB após fala racista

04/05/2022 12:59


O vereador Camilo Cristófaro foi desfiliado do PSB (Partido Socialista Brasileiro) após uma fala racista durante a sessão da Câmara Municipal de São Paulo. A informação foi confirmada pelo partido. A fala interrompeu a reunião da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Aplicativos desta terça-feira (3). O áudio é atribuído ao vereador que acompanhava a sessão de forma remota.  A fala é: “Varrendo com água na calçada. É coisa de preto, né?”, disse.

Cristófaro foi desfiliado do PSB antes de o diretório estadual acolher denúncia e instalar procedimento de investigação para julgamento do parlamentar. O processo de expulsão levaria mais tempo, com direito ao contraditório e ampla defesa do vereador. Com isso, o presidente estadual do partido, Jonas Donizette, aceitou o pedido de desligamento que havia sido encaminhado pelo próprio vereador em 28 de abril.

Ainda na terça-feira (3), Jonas Donizette escreveu nas redes sociais: “Inadmissível a fala racista do vereador Camilo Cristófaro, o PSB repudia veementemente. Isso não passará impune, o PSB acaba de fazer seu congresso nacional, e reafirmar seus valores dentre eles, a mais plena igualdade racial”.