São Paulo de Fato

UPA City Jaraguá é inaugurada para 15 mil atendimentos mensais

A unidade dispõe de 79 salas

Imagem de capa
MARCELO PEREIRA / SECOM
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Prefeitura de São Paulo entregou nesta segunda-feira (22) a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) City Jaraguá, com capacidade para realizar cerca de 15 mil atendimentos por mês. Agora, a capital conta com 19 UPAs, sendo 15 entregues nos últimos quatro anos. “Essa é a quinta UPA que inauguramos em 2021 e vamos entregar mais três para melhorarmos os serviços oferecidos à população. A nossa administração tem gestão responsável e equilibrada que dá resultado à população”, declarou o prefeito Ricardo Nunes, durante a inauguração.

Essa nova UPA é uma unidade com atendimento 24 horas. Tem 24 leitos, incluindo observação (adulto e infantil) para pessoas acometidas por quadros agudos de natureza clínica e a primeira intervenção para os casos cirúrgicos e de trauma. No local, é possível estabilizar os pacientes e realizar a investigação diagnóstica inicial para definir a conduta necessária para cada caso.

O local vai oferecer ainda serviços de urgência e emergência em clínica médica, pediátrica, ortopédica, cirúrgica, odontológica e exames laboratoriais. Ao todo, 402 profissionais da saúde vão trabalhar na UPA City Jaraguá. A estrutura física conta com 1.933 m² de área construída, com 14 leitos de observação adulto, 4 leitos de observação infantil, 6 consultórios médicos e um consultório odontológico, além de leitos de urgência, ortopedia, triagem, sala de medicação, sala de inalação adulto e infantil, sala para coleta de exames.

Para o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a entrega da UPA City Jaraguá, confirma a preocupação da Prefeitura de São Paulo em atender a população de todos os cantos da cidade. “Antes, essa região não tinha UPA. Agora também tem do Jaçanã, de Pirituba, Perus e vamos iniciar as UPAs de Santana, Vila Maria Baixa e Anhanguera, além de reinaugurar a de Elisa Maria que pegou foto. UPA é fundamental para organização da saúde, pois a porta de entrada é a UBS e o hospital tem que ficar para com atendimentos mais complexos”, explicou o secretário da Saúde.


Investimentos
Com investimento total de R$ 9.780.165,86, a obra foi executada com recursos da prefeitura em contrapartida aos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como parte do programa Avança Saúde SP. Desse valor, R$ 6.389.318,86, foram destinados à construção do prédio e R$ 3.390.847,00, à aquisição de equipamentos médicos e mobiliários. O custeio mensal da UPA será de R$ 4.469.300,13. “É bom participar de uma gestão que cuida das pessoas. No início, uma das nossas principais metas era a entrega das obras de UPAs. Estamos alcançando o objetivo. Quando a gente constrói um equipamento de alta qualidade como esse é muita mais que obra. É o cuidado com a saúde das pessoas”, afirmou o secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Marcos Monteiro.

Como todas as obras executadas pelo pelo Departamento de Edificações da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), a unidade de saúde atende a todas as normas de acessibilidade vigentes, dispõe de aquecimento solar, água de reuso, além de local para armazenamento e lixo (comum, reciclável e infectante).

A UPA será administrada pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e integra a Rede de Atenção às Urgências, que concentra os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica, hospitalar, domiciliar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Avança Saúde SP
O Avança Saúde SP é um programa de reestruturação e requalificação das redes assistenciais da cidade de São Paulo que tem como objetivo ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade de serviços municipais do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital para a população.

O investimento total no programa é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) financiados junto ao BID e o restante como contrapartida da Prefeitura de São Paulo. Em setembro, o banco liberou mais US$ 22 milhões (cerca de R$ 114 milhões) para a gestão municipal, como parte do empréstimo total.

Nesta etapa do contrato estão previstas a construção de mais equipamentos de saúde, como UPAs e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), além da continuidade das reformas das UBSs. Até o momento, 42 estão concluídas, 50 em andamento e duas contratadas. Pelo programa, as próximas UPAs a serem entregues serão Vergueiro e Parelheiros.

  • COMPARTILHE

UPA City Jaraguá é inaugurada para 15 mil atendimentos mensais

22/11/2021 20:17


A Prefeitura de São Paulo entregou nesta segunda-feira (22) a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) City Jaraguá, com capacidade para realizar cerca de 15 mil atendimentos por mês. Agora, a capital conta com 19 UPAs, sendo 15 entregues nos últimos quatro anos. “Essa é a quinta UPA que inauguramos em 2021 e vamos entregar mais três para melhorarmos os serviços oferecidos à população. A nossa administração tem gestão responsável e equilibrada que dá resultado à população”, declarou o prefeito Ricardo Nunes, durante a inauguração.

Essa nova UPA é uma unidade com atendimento 24 horas. Tem 24 leitos, incluindo observação (adulto e infantil) para pessoas acometidas por quadros agudos de natureza clínica e a primeira intervenção para os casos cirúrgicos e de trauma. No local, é possível estabilizar os pacientes e realizar a investigação diagnóstica inicial para definir a conduta necessária para cada caso.

O local vai oferecer ainda serviços de urgência e emergência em clínica médica, pediátrica, ortopédica, cirúrgica, odontológica e exames laboratoriais. Ao todo, 402 profissionais da saúde vão trabalhar na UPA City Jaraguá. A estrutura física conta com 1.933 m² de área construída, com 14 leitos de observação adulto, 4 leitos de observação infantil, 6 consultórios médicos e um consultório odontológico, além de leitos de urgência, ortopedia, triagem, sala de medicação, sala de inalação adulto e infantil, sala para coleta de exames.

Para o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a entrega da UPA City Jaraguá, confirma a preocupação da Prefeitura de São Paulo em atender a população de todos os cantos da cidade. “Antes, essa região não tinha UPA. Agora também tem do Jaçanã, de Pirituba, Perus e vamos iniciar as UPAs de Santana, Vila Maria Baixa e Anhanguera, além de reinaugurar a de Elisa Maria que pegou foto. UPA é fundamental para organização da saúde, pois a porta de entrada é a UBS e o hospital tem que ficar para com atendimentos mais complexos”, explicou o secretário da Saúde.


Investimentos
Com investimento total de R$ 9.780.165,86, a obra foi executada com recursos da prefeitura em contrapartida aos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como parte do programa Avança Saúde SP. Desse valor, R$ 6.389.318,86, foram destinados à construção do prédio e R$ 3.390.847,00, à aquisição de equipamentos médicos e mobiliários. O custeio mensal da UPA será de R$ 4.469.300,13. “É bom participar de uma gestão que cuida das pessoas. No início, uma das nossas principais metas era a entrega das obras de UPAs. Estamos alcançando o objetivo. Quando a gente constrói um equipamento de alta qualidade como esse é muita mais que obra. É o cuidado com a saúde das pessoas”, afirmou o secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Marcos Monteiro.

Como todas as obras executadas pelo pelo Departamento de Edificações da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), a unidade de saúde atende a todas as normas de acessibilidade vigentes, dispõe de aquecimento solar, água de reuso, além de local para armazenamento e lixo (comum, reciclável e infectante).

A UPA será administrada pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e integra a Rede de Atenção às Urgências, que concentra os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica, hospitalar, domiciliar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Avança Saúde SP
O Avança Saúde SP é um programa de reestruturação e requalificação das redes assistenciais da cidade de São Paulo que tem como objetivo ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade de serviços municipais do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital para a população.

O investimento total no programa é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) financiados junto ao BID e o restante como contrapartida da Prefeitura de São Paulo. Em setembro, o banco liberou mais US$ 22 milhões (cerca de R$ 114 milhões) para a gestão municipal, como parte do empréstimo total.

Nesta etapa do contrato estão previstas a construção de mais equipamentos de saúde, como UPAs e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), além da continuidade das reformas das UBSs. Até o momento, 42 estão concluídas, 50 em andamento e duas contratadas. Pelo programa, as próximas UPAs a serem entregues serão Vergueiro e Parelheiros.