São Paulo de Fato - As principais notícias do Brasil e do Mundo

Terça-feira, 16 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Saúde

Pesquisa mostra que 10% das pessoas com mais de 60 anos sofrem de depressão

Psicóloga alerta para os sinais da doença em idosos

Redação
Por Redação
Pesquisa mostra que 10% das pessoas com mais de 60 anos sofrem de depressão
Reprodução
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
A depressão é uma doença muitas vezes associada a jovens e adolescentes, mas ela pode aparecer em qualquer idade, inclusive nos idosos. Uma pesquisa realizada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) mostrou que 10% das pessoas com idade acima de 60 anos sofrem de depressão, e foi identificado também que esse quadro se acentua ainda mais após os 85 anos.

Com o avanço da idade, pode haver uma dificuldade de adaptação a esta nova fase da vida. A perda da autonomia, a limitação física, o falecimento de amigos e familiares próximos, o prejuízo lento e gradual da memória, a dificuldade em realizar determinadas atividades que antes eram de rotina são mudanças que comprometem a vida dos idosos e contribuem para alterações emocionais, que podem desencadear depressão e outros transtornos mentais.

Segundo Myriam Albers, psicóloga da Clínica Maia, o idoso com depressão apresenta alguns comportamentos, como falta de vontade em realizar as atividades do dia a dia, perda de apetite, descuido pessoal, isolamento da família e de amigos, emagrecimento e insônia. "Os quadros depressivos têm provocado grande prejuízo na vida de pessoas que estão na terceira idade. As queixas podem começar com sintomas físicos, que vão se instalando lenta e gradativamente", explica a especialista.

Leia Também:

Além da depressão, os idosos também estão suscetíveis a desenvolverem Alzheimer, um tipo de demência caracterizada pelo comprometimento das funções cognitivas, pela perda significativa de memória, seguida da dificuldade de se comunicar e se orientar no tempo e no espaço.

Segundo a psicóloga, outro comportamento observado nos idosos - que vem tendo um alcance muito grande e também gerando sérios comprometimentos - é o aumento do consumo de bebidas alcoólicas, o que intensifica os problemas clínicos e contribui para quadros de demência.

Atualmente, outro ponto chave que afeta negativamente a saúde mental das pessoas na terceira idade é a pandemia. "Eles estão mais isolados, perderam amigos e entes queridos com mais frequência, e isso pode trazer alterações significativas no humor, como a depressão", alerta Myriam.

Vale lembrar que para ter uma boa qualidade de vida e envelhecer de maneira saudável, tanto física quanto psicologicamente, é importante ter uma alimentação saudável, ter boas noites de sono, viver em um ambiente calmo, agradável e tranquilo, manter os exames e avaliações clínicas em dia, praticar atividades físicas, incluindo exercícios específicos para a terceira idade, ter bom convívio familiar e uma boa relação com os amigos, e praticar hobbies, pois, sobretudo nessa etapa da vida, a mente precisa de estímulos.

Quem convive com os idosos precisa redobrar a atenção, ouvir as necessidades deles e estar atento às pequenas mudanças de comportamento. Se for preciso, a pessoa ou a família deve, sim, ir em busca de ajuda profissional. Um acompanhamento com psicólogo e/ou psiquiatra auxilia na remissão dos sintomas e proporciona uma melhor qualidade de vida para o paciente.

Inclusive, se for necessária a internação, a Clínica Maia conta com leitos voltados exclusivamente para idosos, com toda a estrutura, segurança, cuidado e atenção que eles merecem.
Comentários:
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!