São Paulo de Fato

Paraisópolis capacita 240 socorristas e cria 60 Bases de Emergência de Atendimento Pré Hospitalar

LINHA FINA: As bases serão espalhadas nas seis microrregiões da comunidade e serão força auxiliar dos Bombeiros.

Favela entra em campo contra covid-19


Na última quarta-feira (06\05\2020), Paraisópolis realizou a formatura de 240 socorristas que fez parte da Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros da Comunidade. A formação aconteceu em parceria com a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, o G10 das Favelas, o Grupo Bombeiro Caetano (GBC) e a Associação Bombeiro Mirim Juvenil Voluntário (BMJV), que cedeu as Bolsas de Estudos. Segunda maior comunidade de São Paulo, Paraisópolis é dividida em seis microrregiões: Centro, Grotão, Grotinho, Brejo, Prédios e Antonico. Cada região teve 10 equipes, formando as 60 bases compostas de Brigadistas Equipados com Pranchas Longas, Kits de Primeiros Socorros Completos, modelo Cipa, e equipamentos de proteção individual (EPI´s) .

Além disso, a comunidade contratou seis bombeiros civis para auxiliarem os moradores nas bases. Os recursos para a compra e manutenção dos profissionais estão sendo levantados por meio de uma campanha de financiamento coletivo.
Para Gilson Rodrigues, coordenador nacional do G10 das Favelas e líder comunitário em Paraisópolis, a iniciativa é uma resposta à falta de atendimento do SAMU, que inclusive teve um posto desativado na região. Em Paraisópolis, o SAMU dificilmente chega. A situação ficou pior depois que a base que atendia a região fechou. A Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros de Paraisópolis é um projeto piloto implantado semelhante ao Resgate do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, sob a Coordenação Geral do veterano Roberto José Arantes Caetano, tenente do Corpo de Bombeiros, fundador do Projeto Bombeiro Caetano e Agente Multiplicador do Projeto Resgate, desde 1989, sendo um dos 40 Bombeiros Instrutores do Atendimento Pré Hospitalar do Corpo de Bombeiros do estado.
A nossa Equipe de Brigada de Emergência é uma força auxiliar do Corpo de Bombeiros. Dependendo da complexidade da emergência, será acionado o serviço 193 e ficaremos no local prestando o primeiro atendimento de suporte básico da vida, afirma Caetano. A iniciativa tem como objetivo prestar os Primeiros Socorros, respeitando os Protocolos de Emergência Vigente no País, Protocolos internacionais da American Heart Association e Emergency First Response Califórnia EUA. O projeto das brigadas de socorristas irá formar novas turmas nas comunidades do Brasil que compõem a rede do G10 das Favelas. www.bombeirocaetano.com.br - YouTube massagem cardíaca no metrô, Instagram bombeirocaetano_ Facebook Roberto Arantes Caetano Bombeiro Caetano.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Paraisópolis capacita 240 socorristas e cria 60 Bases de Emergência de Atendimento Pré Hospitalar


Na última quarta-feira (06\05\2020), Paraisópolis realizou a formatura de 240 socorristas que fez parte da Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros da Comunidade. A formação aconteceu em parceria com a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, o G10 das Favelas, o Grupo Bombeiro Caetano (GBC) e a Associação Bombeiro Mirim Juvenil Voluntário (BMJV), que cedeu as Bolsas de Estudos. Segunda maior comunidade de São Paulo, Paraisópolis é dividida em seis microrregiões: Centro, Grotão, Grotinho, Brejo, Prédios e Antonico. Cada região teve 10 equipes, formando as 60 bases compostas de Brigadistas Equipados com Pranchas Longas, Kits de Primeiros Socorros Completos, modelo Cipa, e equipamentos de proteção individual (EPI´s) .

Além disso, a comunidade contratou seis bombeiros civis para auxiliarem os moradores nas bases. Os recursos para a compra e manutenção dos profissionais estão sendo levantados por meio de uma campanha de financiamento coletivo.
Para Gilson Rodrigues, coordenador nacional do G10 das Favelas e líder comunitário em Paraisópolis, a iniciativa é uma resposta à falta de atendimento do SAMU, que inclusive teve um posto desativado na região. Em Paraisópolis, o SAMU dificilmente chega. A situação ficou pior depois que a base que atendia a região fechou. A Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros de Paraisópolis é um projeto piloto implantado semelhante ao Resgate do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, sob a Coordenação Geral do veterano Roberto José Arantes Caetano, tenente do Corpo de Bombeiros, fundador do Projeto Bombeiro Caetano e Agente Multiplicador do Projeto Resgate, desde 1989, sendo um dos 40 Bombeiros Instrutores do Atendimento Pré Hospitalar do Corpo de Bombeiros do estado.
A nossa Equipe de Brigada de Emergência é uma força auxiliar do Corpo de Bombeiros. Dependendo da complexidade da emergência, será acionado o serviço 193 e ficaremos no local prestando o primeiro atendimento de suporte básico da vida, afirma Caetano. A iniciativa tem como objetivo prestar os Primeiros Socorros, respeitando os Protocolos de Emergência Vigente no País, Protocolos internacionais da American Heart Association e Emergency First Response Califórnia EUA. O projeto das brigadas de socorristas irá formar novas turmas nas comunidades do Brasil que compõem a rede do G10 das Favelas. www.bombeirocaetano.com.br - YouTube massagem cardíaca no metrô, Instagram bombeirocaetano_ Facebook Roberto Arantes Caetano Bombeiro Caetano.